Todavia, por se tratar de um item de elevado custo, podendo chegar até 12% do custo de uma construção, a energia despendida em sua aquisição pode se tornar um critério de sucesso para sua obra.
Se você possui alguma dificuldade para entender como definir e comprar concreto usinado para sua obra, neste post irei dar dicas e ajudar a entender melhor os meios que garantirão o sucesso na compra e execução deste serviço. Todavia, garanto também aos profissionais da construção civil, que esta leitura trará conhecimentos que auxiliarão na otimização de suas obras.

 

#Dica 01: Faça uma contratação assertiva

A contratação do serviço de concreto usinado em uma obra é algo que normalmente remete ao construtor um alerta, sobretudo devido ao alto valor envolvido na aquisição desse insumo. Assim, decisões tomadas com base em informações superficiais podem resultar em elevados gastos financeiros, bem como possíveis problemas técnicos à construção.

Pensando nisso, segue abaixo alguns fatores determinantes na realização de contratações bem sucedidas de concreto.

  • Realize orçamentos com diferentes fornecedores, sobretudo com os quais zelam pelo bom atendimento e utilização de materiais que garantam a qualidade final do concreto. Tal escolha é de grande importância, pois a substituição de fornecedores durante a execução da obra, além de não recomendada por questões técnicas, pode perder a garantia. É importante verificar a reputação da empresa com referências comerciais (clientes que já contrataram).
  • Busque realizar o levantamento da quantidade (volume) de concreto a ser utilizado em toda a obra, com auxílio do engenheiro, responsável ou da própria mão de obra. Com isso, ao contrário de realizar cotações para cada etapa da obra, sugiro realizar a cotação com do volume total da edificação, com objetivo de aumentar o poder de barganha com os fornecedores, dentre outros benefícios citados.
  • caminhao bomba de concreto

    “Caminhão de bomba de concreto usinado”

    Saiba exatamente como é cobrado esse serviço: a precificação é feita por metro cúbico de concreto (unidade de medida deste material). Para os concretos usinados “bombeados” (aqueles em que são lançados na obra com auxílio de equipamento) é acrescido o aluguel do equipamento conhecido como “Bomba” (vide foto), que dependendo de concreteira pode ser um preço fixo (exemplo: R$ 500,00 por concretagem) ou de acordo com a quantidade de concreto a ser utilizado em cada etapa (variando de R$ 230,00 a R$270,00 cada metro cúbico de concreto bombeado);

  • Outro fator determinante na precificação é distância entre o canteiro de obra e a usina de concreto. Usinas mais distantes da obra, tendem a ter preços mais elevados e uma logística mais complexa, podendo resultar em atrasos e dificuldades no processo de concretagem.
  • Solicite ao engenheiro que projetou a estrutura as especificações técnicas do concreto. Tais especificações podem variar em uma mesma obra, alterando consigo o preço final do concreto. Como exemplo dessas especificações, têm-se: resistência do concretoconsistência (que é a fluidez do concreto, medido pelo teste “Slump”) e o agregado (brita) utilizado na composição.
  • Aspecto fundamental no fechamento da compra, as cláusulas ou cobranças adicionais existentes no contrato com fornecedores, merecem atenção. Obras com execução de pequenas concretagens, existem cobranças extras como: “Taxa mínima de bombeamento do concreto” (volume mínimo a ser cobrado pelo equipamento), ou “Metro cúbico faltante” (volume mínimo que cada caminhão transporta para a obra, normalmente 3m³) podem gerar surpresas nas cobranças ao construtor. Portanto, não deixe de solicitar e analisar esses custos em cada orçamento realizado.

 

#Dica 02: Planeje-se para a execução

Algo comum em muitas obras, é a equipe de mão de obra trabalhar no prazo da execução das fôrmas e armaduras da estrutura, porém não haver datas disponíveis para concretagem da mesma estrutura (pilar, viga e laje) nos dias desejados. Normalmente isto ocorre pela falta de planejamento do construtor em agendar com antecedência a data de execução do serviço de concretagem.

Em obras com menores volumes de concreto usinado esse fator é ainda mais agravante. Mesmo que o construtor tenha um padrão de planejamento, os fornecedores tendem a priorizar concretagem com maiores volumes de concreto, gerando assim interrupção nos trabalhos e atraso no cronograma da obra.

DICA! Além de agendar com antecedência esse serviço, a conferência prévia das formas, aço, escoramento e instalações de acordo com os projetos, garantirá que a atividade seja realizada sem eventuais imprevisto que possam gerar perdas na produtividade, retrabalhos ou agravantes técnicos à estrutura. Concretagens maiores costumam ocorrer nas sextas-feiras, se você não é este caso, fuja deste dia para ser melhor atendido!

 

#Dica 03: Saiba como receber o produto

Uma vez escolhido o fornecedor, cuidados em relação ao recebimento e parâmetros técnicos deverão ser levados em consideração:

  • Análise técnica do produto: é altamente recomendável fazer ensaios técnicos em todas as cargas (caminhões). Normalmente, contrata-se uma empresa especializada no serviço conhecido como “Controle Tecnológico de Concreto” para analisar a consistência (ou “fluidez”) e também realizar a moldagem de corpos de prova para testes de resistência. Esta empresa possui interesses imparciais na relação Construtor-Concreteira e busca apontar erros e problemas técnicos que muitas vezes podem provocar danos à estrutura construção.
  • Dosagem e Prazo de validade: a nota fiscal recebida na chegada dos caminhões no canteiro de obra possui informações importantes, entre elas está a indicação do volume de água utilizado no traço (é essencial verificar se está de acordo com o contratado – a utilização incorreta pode comprometer a resistência). Porém, uma das informações mais importante é a hora de saída do caminhão da usina, pois o concreto usinado possui prazo de validadede modo geral, o concreto mais utilizado no Brasil possui prazo de d1e vencimento médio de 150 minutos (2,5 horas), que até pode ser estendido com o uso de aditivos. Muitas vezes, por problemas logísticos, ocorre a chegada de caminhões no canteiro com prazo vencido, essa informação pode ser comprovada ao analisar hora de saída do caminhão da usina (vide nota fiscal) com a horário de chegada na obra.
  • Lacre dos caminhões: por regra, empresas sérias utilizam sistema de lacre em seus caminhões, para certificar a qualidade e origem do concreto vendido. Este detalhe evita remanejamento de caminhões entre obras – prática comum e de alto risco técnico. É muito importante validar com a empresa se ela coloca lacre em seus caminhões e não aceitar caminhões sem o lacre intacto.

“Lacre do caminhão betoneira”

 

 #Dica 04: Acerte na “pós-concretagem”

Agora que você já sabe como realizar a compra e recebimento o concreto com sucesso, a atenção vai para as atividades após a concretagem. É comum o negligenciamento desta etapa, uma vez que nos deparamos com construtores ou mão de obra que possam desconhecer os procedimentos. A pós-concretagem possui papel importante no desempenho da estrutura da edificação, independente do seu tamanho ou uso.

  • Cura do concreto: após a execução da concretagem, inicia-se a “cura do concreto” um processo conhecido no âmbito informal como “secagem do concreto”. A partir deste estágio, começa o ciclo de ganho de resistência e alteração na consistência (“endurecimento”), que encerra depois de 28 dias, aproximadamente.
    Portanto, a cura é um procedimento que visa controlar a evaporação precoce da água do concreto, que pode ocasionar excesso de fissuras, diminuição da resistência do concreto, deformações e outros problemas. Existem diferentes formas de realização da cura, todavia, a mais fácil é manter uma fina camada de água sobre o concreto recém lançado na estrutura (sobretudo nas lajes). O mais comum é o uso de mangueira ou irrigador de grama em horários alternativos do dia, durante os 7 primeiros dias após a concretagem.

“Escoramento da laje (kjpandaimes.com.br)”

  • Escoramento e fôrmas dos elementos estruturais: o escoramento de vigas e lajes pode ocorrer através do uso de escoras de madeira, ou de um sistema metálico de contenção. Mas além disso, a montagem correta e o tempo de utilização indicada por norma evitarão indesejáveis deformações.
    Como mencionei no item anterior, o concreto convencional alcança sua resistência e estabilidade somente após 28 dias da concretagem, portanto, o escoramento também deve respeitar este prazo. Porém, o que ocorre com frequência na prática, é a retirada das escoras antes dos 28 dias, motivado, sobretudo, pela necessidade ou anseio de uma rápida execução da edificação.
    O tempo de permanência do escoramento e fôrmas estruturais deve ser criteriosamente estudados e aprovados pelo engenheiro projetista ou responsável técnico da obra, podendo variar em função das particularidades de cada projeto.
  • Ensaios de resistência: por fim, realizado todos os cuidados citados, é a hora de certificar a qualidade de concreto usinado. O melhor caminho para essa aferição é a contratação de empresas especializadas no controle tecnológico do concreto, que realizam os ensaios técnicos, bem como ensaios laboratoriais que indicarão se o concreto entregue alcançou a resistência vendida pelo fornecedor.
    A contratação deste serviço pode variar para diferentes cidades, e o investimento é de fácil acesso ao construtor, além de se tratar de uma empresa neutra na análise do produto. Todavia, em casos de não haver verba destinada à este contrato, recomendo solicitar junto ao fornecedor os ensaios de certificação que eles mesmo realizam de acompanhamento.

“Fluxo de contratação do Concreto Usinado”

Conclusão

Você deve ter percebido que adquirir concreto usinado para uma obra está longe de ser uma compra simples. Na realidade, trata-se da contratação de um serviço de elevado valor agregado e alta responsabilidade técnica, por isso deve receber atenção especial. Além do processo de cotação e compra, a participação e fiscalização do cliente ou responsável nas atividades de planejamento, recebimento e pós-execução são importantes para ter sucesso nesta importante etapa e partir para os próximos passos da sua construção.

Postar um comentário